Diário Urbano: A Vida na Cidade

Um Passeio por Itá

O Vale do Contestado, em Santa Catarina, é sem dúvida uma das regiões mais bonitas do sul do país. São diversas cidadezinhas de colonização alemã e italiana que oferecem refúgio aos forasteiros das grandes cidades em busca de belas paisagens, de um ambiente acolhedor e muita comida boa.

É o caso do município de Itá, com pouco mais de 6.700 habitantes, localizado no lado catarinense do majestoso Rio Uruguai. A história dessa pequena cidade é bastante interessante.

Em 1977 foi aprovada a construção de uma usina hidroelétrica na região e a cidade de Itá seria totalmente inundada. Para solucionar esse impasse, a Eletrosul e o Consórcio CNES, responsável pela implantação da usina, financiaram a completa transferência e reconstrução da cidade a uma distância de 5km da UHE Itá. Em dezembro de 1996 foi inaugurada a “cidade nova”.

As torres da Igreja Matriz São Pedro foram mantidas como patrimônio histórico da memória da “cidade velha”. A noite as torres recebem iluminação especial e tudo fica ainda mais bonito.

Vista da "cidade velha" inundada

Igreja São Pedro em Itá

Hoje Itá é conhecida como importante pólo de turismo na região, que inclui atividades aquáticas no Rio Uruguai, o Parque Aquático com águas termais, o circuito de tirolesa com 2.300m (segundo relatos é a maior em extensão do Brasil) e o Parque Zoobotânico.

Passeio de tirolesa

Parque zoobotânico de Itá

Sem contar a vista maravilhosa e a paisagem no alto da “cidade nova” de Itá.

Vale a pena uma visita!

Vista do Rio Uruguai em Itá

Vista da igreja São Pedro do alto da "cidade nova"

Mais informações sobre o turismo em Itá aqui.

Outras fotos:

WordPress plugin


Como chegar:


Exibir mapa ampliado

  • Combinado! Esta é considerada a maior tirolesa em extensão do Brasil.

  • Precisamos experimentar a tirolesa! Esta é bem radical.

  • Oi Fabrício. Outra grande vantagem dessa região é o preço da hospedagem e da comida. É muuuuito barato.

  • Essa entrou para minha lista de prioridades de 2011.

    Mas essa igreja ficou com um ar meio macabro.

Você pode seguir qualquer um dos comentários através do RSS 2.0 feed.

Trackbacks / Pingbacks