Diário Urbano: A Vida na Cidade

Pequenas Mudanças e Grandes Resultados

Já virou rotina chegar em um restaurante e encontrar o guardanapo de papel embrulhado em um saquinho plástico.

Vamos fazer uma conta rápida. Considerando um restaurante de porte mediano que receba 500 pessoas por dia e que cada frequentador do restaurante utilize apenas um guardanapo embalado. Ao final de um único mês o restaurante hipotético terá produzido nada menos que 15.000 embalagens plásticas descartadas após o uso do guardanapo de papel. Se pensarmos em uma cidade como Curitiba com diversos restaurantes que servem almoço e jantar todos os dias o problema se torna gigantesco.

Mas será que a embalagem de plástico, nesse caso, é mesmo necessária?

O restaurante vegetariano Green Land, na Rua das Flores, centro de Curitiba, apostou na mudança e substituiu os famigerados saquinhos plásticos por guardanapos embalados em saquinhos de papel. Um solução simples mas de grande impacto!

Quem sabe o próximo passo será abolir de vez os guardanapos embalados individualmente e voltar ao bom e velho “porta-guardanapos” de vidro, de acrílico, de madeira…

Você pode seguir qualquer um dos comentários através do RSS 2.0 feed.