Diário Urbano: A Vida na Cidade

Fazendo a Diferença

Um dia desses, no centro de Curitiba, encontrei uma cena incomum que me chamou a atenção.

O dono de um brechó, a duas quadras do Passeio Público, decidiu oferecer, por conta própria, a sua parcela de contribuição para a sociedade.

Todos os dias pela manhã o proprietário do brechó Trapoo Fino, na rua Carlos Cavalcanti, fixa no portão da sua loja um suporte com lixeiras para coleta de plástico, vidro, papel e copos plásticos.

No final do dia, os sacos de lixo são retirados das lixeiras e são destinados aos caminhões de coleta seletiva da prefeitura, e o suporte com as lixeiras fica guardado na loja. E a mesma rotina se repete todos os dias.

Com uma atitude simples esse comerciante mostrou como é possível contribuir para tornar a nossa cidade mais bonita e, principalmente, mais humana. Parabéns pela iniciativa!!!

Infelizmente, na maioria das vezes assumimos o papel de expectadores e nos esquecemos que também somos os protagonistas.

  • Não sei se percebeu, no quadrinho branco ele ainda coloca uma poesia!

Você pode seguir qualquer um dos comentários através do RSS 2.0 feed.

Trackbacks / Pingbacks