Diário Urbano: A Vida na Cidade

História de Pescador

Esta semana tive a felicidade de passar alguns dias a trabalho na cidade de Florianópolis em Santa Catarina.

Nem preciso falar das paisagens maravilhosas dessa ilha encantadora. Os moradores da ilha são outra atração a parte. Gente simples e generosa que sabe bem o verdadeiro valor da vida.

Mas nessa visita o que me chamou a atenção foi a situação das praias da Armação, Barra da Lagoa e Campeche. O mar avançou sobre a areia da praia, destruindo casas e deixando outras tantas em vias de vir ao chão. Conversei com pescadores antigos da ilha que relembraram anos atrás em que o mar ficava a cerca de 150m de distância das construções. Pois é, um panorama completamente diferente do que se vê hoje.

A prefeitura da cidade está colocando pedras junto aos alicerces das construções ameaçadas de desabamento, para tentar conter a força das ondas, mas a impressão que se tem é que essa solução é apenas um paliativo para um problema de grande gravidade.

As casas estão praticamente dentro do mar. É impressionante!

De novo a discussão recai sobre a falta de planejamento no crescimento das cidades, as ocupações irregulares, a exploração sem limites dos recursos da natureza e o desinteresse da população para os problemas e necessidades do seu bairro e da sua cidade.

Como sempre, não é o bem comum que está em jogo e sim o interesse individual. As consequências desse tipo de pensamento nós já conhecemos bem de perto, porque atinge diretamente a nossa qualidade de vida.

A sensação que se tem é que o pensamento brasileiro é sempre esperar o problema acontecer para então buscar uma solução imediata, porque logo virão outros problemas que tomarão o lugar dos anteriores, e assim esquecemos e vivemos!

  • Existe solução técnica para resolver o problema de Florianópolis. Acesse o site do YOUTUBE, digite Bagwall e assista o video documentário dessa nova tecnologia de sucesso no controle do avanço do mar em área urbanas.

Você pode seguir qualquer um dos comentários através do RSS 2.0 feed.