Diário Urbano: A Vida na Cidade

Transporte Urbano

Você já se perguntou, como seria a vida em um mundo de bicicletas?

Essas imagens foram registradas em uma manhã rotineira de quarta-feira na província de Utrecht, a quarta maior cidade da Holanda, em pleno horário de pico do trânsito quando a população está saindo para o trabalho, a escola, as compras.

Ah, 33% de todo o transporte em Utrecht é feito por bicicletas e nem mesmo o frio e a neve impedem os ciclistas de tomarem as ruas.

Já pensou Curitiba com 33% menos carros nas ruas?

Formidável!

  • Oi Ricardo. Que legal seu comentário. Certamente vou visitar seu blog. Um abraço!

  • Oi, uma amiga me passou o link deste blog.A poucos dias eu fiz uma viagem de bicicleta de Goiânia a Curitiba, gostaria que vc desse uma olhada, tem muitas fotos e textos a respeito desta aventura. Fico feliz em ver iniciativas como esta deste blog que mostram opções de vida muito mais saudáveis e viáveis do que o que a gente está acostumado a ver nos anuncios de tv. o endereço do meu blog onde relato toda minha viagem é:http://bicicletandoscoob.blogspot.com/

  • Aqui em Curitiba há grupos que fazem passeios noturnos, inclusive com acompanhamento da guarda municipal. Vou buscar mais informações a respeito e te posiciono.
    E, Parabéns pela iniciativa…Quanto mais ações ligadas a ecologia, maior a consciência global!!

    Abraço!

  • Adorei o seu comentário Tais. Conheço muitos curitibanos que sonham com o dia que toda essa estrutura seja uma realidade em Curitiba. Ainda quero conhecer a Holanda. Grande abraço!

  • Eu moro na Holanda desde 2007 – apesar de 1 ano na Bélgica. E confesso que no início era meio inacreditável ver todo mundo vivendo sobre 2 rodas. Engraçado ver um senhor de terno e gravatas indo pro trabalho e uma senhora de 60 anos toda arrumada indo fazer suas compras. Crianças a partir de 5 anos indo para escola…
    Hj em dia não faço nada sem minha bike. Além da facilidade de pedalar por aqui – plano, ciclovias, ecologicamente correto, sinalização completa para as bikes – não há nada melhor do que chegar e encontrar um lugar (ou não dependendo da cidade) para estacionar sua bike e fazer o que lhe convém sem o stress de achar um lugar para estacionar e paga caríssimo por isso!

  • Realmente uma bela visão. Mas na Holanda há um comprometimento político de décadas e um grande investimento financeiro para que isso aconteça. Espero que não demore muito para perceber que precisamos mudar o nosso rumo aqui em Curitiba.

Você pode seguir qualquer um dos comentários através do RSS 2.0 feed.

Trackbacks / Pingbacks